29 de dezembro de 2014

Bloco óptico de CG 82 na Kansas 150

Olá meus amigos

Hoje mostrarei a vocês mais uma peça paralela, ainda não validei a qualidade da iluminação, mas pelo preço que paguei, até aceito que fique ruim.

Pelo menos bonito ficou.

Para colocar ele aí, precisei limar um pouco do aro, deu um pouco de trabalho, mas está aí.

Outra coisa que adaptei, foi a luz da lanterna, que não tem furação, como fica vidro para dentro do aro, coloquei uma fita de led lá dentro e o resultado foi satisfatório.


Aqui alguns testes iniciais, não dá pra comparar com as fotos antigas, pois fiz do ângulo contrário do quintal, também não foi ajustada, é apenas uma pra ter uma noção.

E quanto paguei pela peça?

Quatro reais e sessenta centavos.


Se ainda restam dúvidas do motivo pelo qual eu não compro quase nenhuma peça na concessionária, tente adquirir este bloco original em uma.

15 de dezembro de 2014

Você já abraçou o seu CDI hoje?

Olá meus amigos.

O título deveria ser "você já desconfiou do seu CDI hoje", mas achei que do jeito que está ficou mais legal, então vai assim mesmo e bora tratar do que vim aqui falar.

O desfecho da história vocês já sabem, o CDI da Kansas estava bichado. O que vim contar aqui são os sintomas que a moto apresentou e que me fez desconfiar de diversos outros itens, até lembrar de um comportamento que ela havia apresentado quando o primeiro CDI apresentou problema.

Ao contrário do primeiro, este CDI rodou bastante tempo e foi apresentando problemas aos poucos.

Com isso, comecei a ter problemas de partida e desempenho, e de quem vocês desconfiam nessas horas?

Ele mesmo, o carburador.




Mexe daqui, mexe dali, revisei vela, cabo, cachimbo, filtro e até um fóssil de dinossauro, tive uma certa melhora, insatisfatória, mas era o que tinha, até que um dia a moto não deu partida por nada, só pegou no tranco.

No meio do caminho de volta pra casa, havia trânsito e caminhões nas 3 faixas da Rodovia Dutra, não tinha como passar e a moto apagou. Tive que empurrar para o acostamento, contando com a estupidez dos motoristas que precisavam avançar desesperadamente até a traseira dos respectivos caminhões que estavam a frente, com exceção de uma senhora, que aparentemente me deu passagem, mas repentinamente quase me atropelou, adivinha o que ela estava fazendo.




É, minha vontade foi exatamente essa.


Tranco em quarta dado (já que era subida), giro alto até chegar em casa, com sinais de mistura muito rica, sabe aquela quando o ronco da moto parece embriagado? Exatamente assim.

Dia seguinte a moto não liga por nada.

Carburador com ajuste padrão (antes estava com mistura rica), vela conferida de novo, cabo ok, tinha faísca, o que mais poderia ser? Será que entrou água no tanque?

Já me preparava para tirar gasolina da Mirage para fazer o teste, e nossa história voltou ao início, da outra vez ela falhava como se estivesse afogada, porém, bem menos sutil.

Portanto, dificuldade de partida, dificuldade de regulagem, desempenho ruim, consumo alto, podem ser um sinal de que o CDI já está com o pé na cova.

Sendo o CDI dessa moto uma peça barata, aconselho a ter sempre um de reserva contigo (não adianta nada ter ele de reserva em casa quando se está fora).

Futuramente tratarei de um problema crônico da Kansas que PODE ter influenciado na queima deste componente, assim como sua solução.

Abraço!

12 de dezembro de 2014

Helicoil, Tonella e um adendo ao meu post sobre o assunto.

Olá meus amigos!

Pra quem já leu meu post sobre Helicoil, gostaria de complementá-lo com um vídeo do Marcelo Tonella.

Quando eu fiz o procedimento, não usei metade das ferramentas específicas que ele usou, e nem mesmo sabia que existia um macho específico para isso.

Gostaria inclusive de pedir desculpas para a senhora da loja de parafusos, a qual fiz revirar o estoque para encontrar um parafuso que servisse numa peça que fiz a rosca usando o macho para Helicoil, foi mal :P

Com vocês, a aula Tonellense sobre Helicoil.



22 de outubro de 2014

O Código da Vela

Olá meus amigos.

Enquanto pesquisava sobre cachimbos (ou terminal), acabei esbarrando no canal do Youtube da NGK, que acredito ser um dos fabricantes de velas mais conhecido por aqui.

Sem propaganda para os caras, mesmo pq é mais fácil alguém me achar procurando a empresa que conhecer a empresa através do blog, vi que a empresa tem um canal no Youtube com vídeos curtos abordando seus produtos e no primeiro, fala de uma coisa importante:


O FUCKING CÓDIGO DA VELA!

É meus amigos, esse código sabe mais sobre a vela que a CIA sabe sobre você (e na era pós Marco Civil, a Dilma também sabe, estamos todos fodidos mesmo).

Este código informa as características da vela e é com base neste código que você consegue mudar a vela utilizada na sua moto, mesmo pq os demais fabricantes também terão seu sistema de códigos.

Aprendi isso há um bom tempo quando comecei a pesquisar sobre as velas de Iridium e pesquisei no catálogo do fabricante, mais ou menos na mesma época, comecei a pesquisar sobre outros fabricantes também, como a Brisk e a Bosh.

Abaixo uma pequenas lista de fabricantes que tropecei em minhas pesquisas:

NGK (lá tem o link para o canal do Youtube)
Brisk
Brisk USA
Bosch
Mahtra
Denso
Magnetron
Beru Federal Mogul

E para completar, um vídeo mostrando como elas são fabricadas:



Abraço!

28 de julho de 2014

Festa de Aniversário do Falcões Moto Clube de Guarulhos

Olá meus amigos

No ritmo de divulgação, segue a da Festa de aniversário do Falcões Moto Clube de Guarulhos.



Este ano não acontecerá no local de costume, então segue o mapa do novo local:



Sobre os comentários logo abaixo do mapa, irei explicar melhor: Quem vem de SP, utilize a saída 223 (referência: Sodre Santoro, Hotel Panambi, Scania), daí pra frente, basta seguir em frente.

Quem vem do Rio, Arujá, Jacareí, Região do Pimentas, etc caso a expressa esteja aberta, não entre, pois a única saída dela será na Vila Maria e você terá que dar um passeio por lá e retornar sentido Rio.

Outro ponto que pode te jogar na capital é na entrada para Guarulhos, cuidado para não perdê-la, caso contrário, dará no mesmo que a pista expressa, só será mais fácil fazer o retorno na Vila Maria. Então, fique de olho na entrada 215 que pode ser acessada pela faixa da direita e central, siga em frente e mais a frente (depois da saída para a Paulo Facinni), utilize a entrada 222 para acessar a pista lateral e faça o contorno do mapa.

Se você está no centro de Guarulhos, a melhor opção me parece seguir sentido Dutra pela Avenida Tirandentes e seguir sentido Rio, assim que concluir a curva (em péssimas condições há anos por sinal), será a primeira a direita como mostra o mapa. 

23 de julho de 2014

Olá meus amigos!

Ainda que em cima da hora estou divulgando a "Grande Descida ao Litoral de 2014".

Ano passado foi tirada essa foto bem bonita mostrando o estrago de um passeio de motoca faz numa Rodovia.

No último passeio ajudamos o "Abrigo Cristão de Amparo a Velhice", este ano o passeio será no dia 27 e a ação social será para ajudar a Creche Kayk N. da Silva

Mais detalhes deste evento você encontra no Fórum Motos Custom:
http://www.motoscustom.com.br/forum/viewtopic.php?f=7&t=12589

26 de maio de 2014

Relê Compatível para Mirage 250

Olá meus amigos!

Vamos a mais um item compatível para a Mirage 250, que tive conhecimento graças ao Pro Pardal no grupo Kasinski Mirage GV 250 Ass Técnica.

Trata-se do Relê DNI 8114, que pode substituir o relê da bomba de combustível, geral ou do Farol.





O preço dele não é muito convidativo, pois é um item que atende a Veículos da Honda e Mitsubishi, fazendo com que ele custe até 3 vezes mais que um Relê de uso geral, que tenha junto a função N.F. (este é somente N.A.) e até mesmo que suporte corrente maior.

Também é fisicamente menor que o original da Mirage, obrigando a dar um jeitinho (com borracha e fita isolante) para que ele fique no lugar do original.

Em hipótese alguma inverta a borracha onde ele fica alojado, pois caso entre água, fará com que a peça fique submersa.

19 de maio de 2014

R.A.Motors - Motor Kasinski Comet 250 Cleber

Olá meus amigos!

No último post, o nosso amigo Ernesto (um sujeito com quem não se consegue ter uma conversa rápida) indicou uma série de vídeos sobre o motor da Comet 250, que acredito que seja de conhecimento geral que é praticamente o mesmo que o da Mirage 250.

Tomei a liberdade de criar uma Playlist para essa série e deixo aqui incorporada para que vocês conheçam como esse motor é por dentro e mais algumas informações sobre mecânica comum a outras motos.

Abraço!

13 de maio de 2014

Tonella - Uso Básico do Multímetro

Olá meus amigos.

No último post eu comentei sobre algumas fontes de informação que tive para aprender fazer algumas manutenções básicas na minha moto, dentre uma delas, citei o vídeo do Tonella regulando o fusca dele.

Eu já havia falado dele antes, sou fã de seus vídeos, acho esse tipo de iniciativa muito bacana e gostaria de rotear 3 vídeos dele que considero muito importantes para quem gosta de mexer na moto nos tempos atuais.

Não tem como fugir, hoje em dia entender sobre esse bichinho chamado eletricidade é essencial.


5 de maio de 2014

Viajando sobre o que é ser homem.


Olá meus amigos!

Inicialmente iria postar isso nos comentários do post "O que é ser homem?" lá no ODC, mas rendeu tanta coisa que resolvi transformar em post e desvirtuar um pouco do assunto inicial.

Costumo dizer que uma das coisas mais legais de ter comprado uma moto de uma empresa de merda é o que isso me obrigou a aprender sobre mecânica. Eu entrei nesse mundo com uma mentalidade "cliente x fornecedor" onde eu tenho o dever de pagar e o fornecedor tem o dever de fornecer o serviço, porém, o cenário que encontrei foi de um fornecedor de serviços com um lógica onde você tem o dever de pagar e eles te fazem o favor de prestar o serviço e qualidade é um luxo que você não merece.


Como diria meu amigo "Vanão", devemos tirar algo bom de tudo, mesmo que te aconteça algo ruim, tire pelo menos uma lição daquilo.

A primeira lição que tirei é de que comprar moto zero pra ter sossego é ilusão.

A segunda, de que PROCON, lei, e a PQP podem ser úteis quando se compra uma moto cara, mas pra uma moto de baixo custo, você acaba perdendo mais com ela parada esperando a burocracia que se arrumasse por conta própria (e desconfio que seja essa a estratégia das empresas de merda), logo, se eu terei que arcar com peças e serviços para não tomar canseira, a primeira lição é reforçada.

A terceira, que me fez lembrar um sermão de um professor, onde dizia conhecer um dentista que montou seu próprio sistema de computadores, é de que não importa a tua profissão, se você conhece um mau profissional no serviço que você contrata, fatalmente se sentirá tentado a fazer o trabalho por conta própria.

Acabou que foi exatamente esse o caminho trilhado, comecei a comer informação com miojo (mas na foto é feiojoada) e aos poucos fui comprando minhas ferramentas, uma coisinha aqui, outra ali, cheguei até a criar um limite nas minhas contas para compra de ferramentas, pois estava começando a sair do controle.


Uma das primeiras coisas que aprendi sobre o funcionamento da moto foi aquela pecinha mágica que mistura ar com gasolina, no tópico "Carburador: Como funciona?"do fórum Motos Custom.

Ainda fui pesquisando daqui e dali e encontrei um tópico no forum motonline ensinando a limpar carburador, e não é que lá também tinha umas dicas de como regular?
Mais ou menos na mesma época, descobri o material de serviço de algumas motos, foi como o dentista lá de cima conhecendo um livro da 70-290 ;-)



E mais a frente encontrei os vídeos do Tonella explicando sobre outros tipos de carburadores e até o funcionamento de diferentes tipos de motores.


E não é que num vídeo sobre o fusca dele eu aprendi a regular as válvulas da minha moto?



Mas afinal, o que tudo isso tem com o post do Bayer?

Pelo simples fato de ter me lembrado de uma frase muito famosa do Sr. Linus Torvalds:
"Você suspira por melhores dias do Minix-1.1, quando homens serão homens e escreverão seus próprios device drivers?"

E lembro de já ter dito um dia:

"Você suspira por melhores dias na garagem, quando homens serão homens e regularão suas próprias válvulas?"


Não sei se Torvalds se referia ao gênero, mas eu penso na liberdade que essas coisas trazem ao ser humano, a independência que a moto te proporciona pode chegar a níveis que você provavelmente não imagina, assim como os computadores.

Talvez esse seja esse o motivo de tamanho ódio contra motocicletas.

5 de fevereiro de 2014

Sonda Lambda - Dica aos Mirageiros

Não resisti ao trocadilho.

Olá meus amigos. 

Hoje o Carlos Alberto de um dos grupos da Mirage no Facebook publicou uma Sonda Lambda universal pra as Mirages e Comets da MTE Thomson. 

É mais uma opção além de adaptar a Delphi ES20330.

Quem quiser conferir o catálogo, existem peças para outras motos também, como Yamaha, Harley Davidson, Triumph, HOnda, etc. 

http://www.mte-thomson.com.br

E é claro que já foi para a lista:

Lista de peças genéricas para Mirage 250

31 de janeiro de 2014

Manhêêêê! Ele tá zuando comigo ó!


Olá meus amigos.

Pensei muito se daria essa publicidade gratuita para a Dafra, (motivo pelo qual não publiquei minha opinião sobre a Horrizon), mas já que o pessoal comentou em peso sobre isso, mesmo atrasado não pude deixar de lembrar do que disse aqui mesmo neste blog em 13/02/2011, no post Por Favor Matem o Publicitario (O título é uma tirada ao “Please Kill Me”, antes que alguém diga que estou incitando a violência):

 “Arrancaram o vídeo do blog da Kansas, mas eu achei outra fonte.

Sempre vai existir outra fonte, não há o que fazer.

Dafra, não adianta calar as pessoas, mude para que as pessoas falem bem da marca.


Não falo mal da Dafra de maneira alguma, apenas falo a verdade.

A bagunça toda é por conta de um vídeo satirizando um comercial, que por sinal já é ruim, tão ruim que se eu tivesse visto a versão original antes, nunca teria me aventurado a comprar uma Dafra.

Arrancaram o tal vídeo do ar de novo.

E também estão tentando arrancar dinheiro do Google por conta disso:
Afinal, do que tanto tem medo?

Que as sementes podres cultivadas no passado deem maus frutos?

Se hoje a empresa não tem confiança do povo, a culpa é única e exclusiva de sua conduta, se tem confiança, o que essa piada faria diferença?


"Como se chama uma Harley que não vaza óleo?
Vazia.
"


E ninguém deixou de comprar HD por conta desta piada.

Será que uma piada faria mal para a imagem da empresa, ou arrogância com que muitos foram tratados nas concessionárias?
Será que uma piada faria mal para a imagem da empresa, ou a obscuridade na tratativa dos quadros que quebram ao meio, onde misteriosamente os proprietários lesados com problema de vício oculto retiram todo o material do ar?

Aliás, tenho um amigo que sofreu desse mal, e não fala nesse assunto nem cheio da cachaça.

Inclusive, fico imaginando o que fizeram com ele para conquistar tamanho silêncio.

Será que uma piada faria mal para a imagem da empresa, ou haver um tópico só de reclamações no Forum Motos Custom?
 

Podem tirar esse vídeo do ar quantas vezes quiserem, ele reaparecerá em outro local, não adianta, sempre existirá no HD ou no Celular de alguém.

E censurar isso não irá apagar da minha mente um episódio  patético, que descrevi no post Revisao dos 6000, vale pena ver de novo.

É esse tipo de coisa que motiva propagandas como estas.

Dafra, vocês precisam engolir o choro e seguir em frente, igual os consumidores de vocês tiveram que fazer. E olha que a gente ainda pagou por isso hein.


No dos outros é refresco, não é mesmo?

E Luizão, a internet não é administrada pela empresa google, vamos estudar um pouquinho? ;-)